Cartão de vacina: um pedaço de cartolina

O cartão está ficando lotado.
Adultos ainda tomam vacina. Mas como saber qual e quando? Não existe padrão no Brasil. Veja abaixo uma lista dos problemas dessa área:

1 - Quem atende à população: Município ou Estado? As pessoas não sabem, só vão aos postos de vacinação. Então como saber de quem cobrar?

2 - Ninguém carrega um comprovante mostrando quais vacinas já tomou. Muito menos de suas crianças ou o mesmo desde criança. Aí a quantidade de revacinação desnecessária sobe, uma vez que o poder público não controla em quem já usou o dinheiro público! 

3 - As pessoas não são informadas de maneira eficiente sobre quais vacinas precisam tomar ao longo da vida, principalmente quando adultos. A mídia é quem, vez ou outra, informa às pessoas sobre campanhas de vacinação.

4 - Quando as pessoas tomam alguma vacina, são precárias as informações de que precisam tomar uma segunda dose e quando vão precisar tomar outra vez. Daqui a 10 anos? Escreve de lápis no cartão!

5 - O cartão de vacinação é um pequeno pedaço de cartolina. Obviamente a quantidade de informações é limitada! Colocar as informações em um chip, ninguém pensou?

Por isso, já me deram um 2º pedaço de cartolina!

O poder público tenta, de maneira precária, orientar a população. Mas não funciona. Dica: algum político (deputado federal) enviar um projeto de lei criando a obrigatoriedade do poder público criar uma carteira de identidade com chip para armazenar informações como essa. O problema do pedaço de cartolina acabaria, junto com o de revacinação!

Você iria a um posto, o funcionário pegaria sua carteira de identidade, usaria um leitor e descobriria, via computador, quais vacinas você já tomou e quais necessita tomar.

E este chip poderia ser poderoso o suficiente para armazenar informações, por que não, de consultas médicas anteriores, quais remédios você comprou na farmácia, enfim, tecnologia que economizaria recursos financeiros do Estado e até ajudaria na saúde das pessoas.

Será que eu sonho com um Brasil que nunca acontecerá? Falta padrão!

Nenhum comentário:

As 10 mais lidas