Privatizar ou não o setor carcerário?

O sistema prisional brasileiro está falido. Este fato é ouvido em várias fontes da mídia. A salvação deste cenário é o uso de PPPs (Parcerias Público-Privadas), uma forma de privatização de um serviço que o Estado deveria oferecer.

Salvação? Veja o minidocumentário abaixo, que explica os problemas de uma amostra do sistema: um presídio em Ribeirão das Neves-MG em que o sistema já está implantado.

Destaca-se uma contradição fundamental: a lógica de que quanto mais presos estiverem na cadeia, melhor para o sistema, porque ali deverá haver lucro!

Outro problema fundamental em minha visão: o Estado está usando dinheiro público para remunerar as empresas. E em quantidade maior do que se estive prestando o serviço diretamente.

Será que privatizar o setor é a solução? Veja o vídeo e tire suas conclusões:

Demanda de recursos hídricos


Os governos vivem dizendo que a população urbana deve economizar água. E deve mesmo. 

Porém, o problema real da utilização deste recurso, como se vê no gráfico acima, é outro. O maior gasto de recursos hídricos está no campo, especialmente no setor de irrigação da agricultura.

Coisa difícil de ver a imprensa noticiar.

Importância da competição na política


Por que votar na oposição?

Imagine uma região onde exista somente uma padaria. E que você é acostumado a sempre comprar o pão dela. Imagine agora que uma nova padaria abra, em frente à antiga.

Começa assim uma competição para ver quem fisga mais clientes. E os preços dos pães começam a cair, beneficiando os clientes. Chega-se a um ponto em que os pães oferecidos pelas duas empresas são praticamente do mesmo preço.

Os serviços oferecidos começam a melhorar também. Os empresários começam a pensar nos clientes, em atendê-los da maneira mais eficiente possível. E você começa a optar sempre por uma das padarias, por achar que ela te atende melhor.

Com o passar do tempo a competição se mantém. E você começa a notar que o serviço ou o produto oferecido por sua padaria predileta não é mais o mesmo. O que você deve fazer?

Talvez experimentar a concorrência, para ver se ela vai oferecer o mesmo produto de maneira mais satisfatória.

Penso que isso vale também para a política. Experimentei 12 anos de PT, o produto estava bom, mas por alguns motivos não estou mais satisfeito com o produto oferecido por eles: sua administração pública.

Por isso vou experimentar a outra padaria, o PSDB na presidência. Se eles me oferecerem um produto melhor do que minha padaria antiga, continuo com eles. Caso contrário, daqui a quatro anos, volto a comprar na empresa antiga.

Os eleitores devem estimular os partidos políticos a competirem entre si, para ver quem oferecerá os melhores serviços públicos. E eles devem saber de antemão que, caso não trabalhem direito, serão engolidos pela competição!

Morando bem em BH

Apartamentos de luxo em Belo Horizonte são um mercado com demanda maior do que a oferta. Entre as causas está a escassez de terrenos adaptáveis a esses empreendimentos, muito em função da falta de espaço e da presença de imóveis tombados em áreas nobres da cidade.

Apartamentos avaliados entre R$10 milhões e R$30 milhões têm, como peculiaridade, a não opção de compra por financiamento. Ou seja, este mercado é disputado por quem tem, disponível de maneira líquida e imediata, o valor do imóvel para investir.

Outra curiosidade é a opção de apartamentos com 10, isso mesmo, 10 vagas na garagem, com opção de vagas disponíveis dentro dos apartamentos. Para essa e outras curiosidades, leia a reportagem da Revista Encontro:

Clique sobre a imagem para leitura.

O verde e a desigualdade

Estudos dizem que existe relação direta entre desigualdade social e a falta de árvores plantadas em determinadas regiões. Veja as fotos abaixo (clique sobre as imagens para melhor visualização):

Belo Horizonte. Bairro de Lourdes. Alto padrão de renda. O verde é abundante.

Belo Horizonte. Bairro Carlos Prates. Padrão de renda menor, comparado à Lourdes. Menor quantidade de árvores.

E essa lógica parece atacar todos os centros urbanos. O que fazer para melhorar a qualidade do ar de quem vive nas periferias? Ainda sem falar no conforto térmico que uma maior presença de árvores proporciona.

Fonte: Portal Catraca Livre. Disponível em: https://catracalivre.com.br/sp/muito-mais-sao-paulo/indicacao/presenca-de-arvores-reflete-desigualdade-social-e-economica-entre-bairros/#. Acesso em: 07 Out 2014. Adaptado.

Gaza

Desenho de uma criança palestina. Clique sobre a imagem para melhor visualização.

As 10 mais lidas