Serviços públicos grátis não existem

"Talvez o termo gratuidade seja incorreto, porque sempre que falamos em gratuidade, é claro que alguém está deixando de pagar, mas, para alguém deixar de pagar, outro está pagando. 

O que acontece no Brasil [...] é que o custo das passagens gratuitas é arcado pelos demais passageiros. Ou seja, outros passageiros pagam para que o idoso possa andar de graça no transporte público brasileiro, por exemplo. 

É claro que isso gera uma injustiça social, porque muitas vezes pessoas com rendas mais baixas do que um determinado idoso acabam arcando com o custo da passagem desse idoso. Então, consideramos que as gratuidades, ou parte delas, assim como acontece em muitos países da Europa, têm de ser bancadas pelo Estado. 


Aí você pergunta: mas então você está tirando algo de outras pessoas? Sim. Esse é o padrão que ocorre com qualquer serviço, seja saúde, educação, e uma série de outros serviços. O que temos de evitar é que quem tem menos condição arque com esse custo. A lógica é que isso recaia sobre as pessoas que têm mais condições."


Ernesto Galindo, Técnico de Planejamento do IPEA - Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas.

Acidente de bonde

Acidente de Bonde - 1937 Não é de hoje que há acidentes no trânsito de Belo Horizonte. Este bonde se acidentou em 1937, sob olhares curiosos dos populares

O veículo desceu a rua Sapucaí, no bairro Floresta, atravessou a atual avenida Assis Chateaubriand (antiga avenida Tocantins) e caiu em uma rua paralela do viaduto Santa Tereza.


Fonte: Facebook. Comunidade Fotos Antigas de Belo Horizonte. Disponível em: https://www.facebook.com/FotosAntigasDeBeloHorizonte?hc_location=timeline. Acesso em 26 dez 2013.

O trem de passageiros que nunca para

Engenheiros chineses encontraram uma forma inovadora de agilizar o transporte ferroviário. Eles projetaram um sistema que permite o embarque e o desembarque dos passageiros sem que o trem pare na estação.
O sistema é simples e engenhoso. Na estação, há um compartimento que funciona como plataforma de embarque e desembarque. Ao passar, o trem carrega esse compartimento, permitindo a entrada dos passageiros. 
Na estação seguinte, o mesmo compartimento é liberado com os passageiros que vão desembarcar. Assim, o trem nunca precisa parar. Ele só recolhe e libera os compartimentos de embarque e desembarque em cada estação.

Fonte: Portal Exame. Disponível em: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/trem-chines-pega-passageiros-sem-parar-na-estacao. Acesso em: 26 dez 2013. Adaptado.

Seja uma pessoa de valor

"Procure ser um pessoa de valor, em vez de procurar ser uma pessoa de sucesso. O sucesso é consequência."

ALBERT EINSTEIN.





O cego e o publicitário

Estratégia

Dizem que havia um cego sentado na calçada em Paris, com um boné a seus pés e um pedaço de madeira que, escrito com giz branco, dizia: "Por  favor,  ajude-me, sou cego".

Um publicitário, da área de criação, que passava em frente a ele, parou e viu umas poucas moedas no boné. Sem pedir licença, pegou o cartaz, virou-o, pegou o giz e escreveu outro anúncio. Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora.

Pela tarde o publicitário voltou  a passar em frente ao cego que pedia esmola. Agora, o seu boné estava cheio de notas e moedas. O cego reconheceu as pisadas e lhe perguntou se havia sido ele quem reescreveu seu cartaz, sobretudo querendo saber o que havia escrito ali.

O publicitário respondeu: "Nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras". Sorriu e continuou seu caminho. O cego nunca soube, mas seu novo cartaz dizia: "Hoje é Primavera em Paris, e eu não posso vê-la".

Mudar a estratégia quando nada nos acontece, pode trazer novas perspectivas. Precisamos escolher a forma certa de nos comunicarmos com as pessoas. Não adianta simplesmente falarmos, antes precisamos conhecer a melhor mensagem para tocarmos, sensibilizarmos, convencermos as pessoas.

Fonte: Mensagens e Reflexões. Disponível em: http://mensagensereflexoes.com.br/reflexoes/o-cego-e-publicitario. Acesso em 26 dez 2013. Adaptado. 

Presentes do passado


Carro no lixo


Condomínio fechado


Espionagem norte-americana

Os EUA estão fazendo sistemas seguros ficarem inseguros, de propósito. Os serviços em nuvem são os maiores alvos.

Um exemplo disso é o Skype, antes seguro com serviço criptografado, porém vendido posteriormente a uma empresa norte-americana (Microsoft), facilitando a substituição por criptografia "rackeada" pelo Tio Sam.

A palestra abaixo é esclarecedora. Mikko Hypponen é chefe de uma das maiores empresas de segurança da internet mundial. 


Transporte individual x Transporte coletivo

Veja a economia de consumo do espaço quando se privilegia o uso do transporte coletivo.

Às compras

Clique na imagem para melhor visualização.

Tudo é um remix


Kirby Ferguson é um diretor e roteirista americano autor da série de 4 webvídeos que tratam sobre a desmistificação do pensamento de que grandes coisas acontecem de lugar nenhum.

O documentário Everything is a Remix conta que todas as coisas que admiramos hoje são cópias de outras coisas que deixamos de admirar. E que a criatividade nada mais é do que copiar ideias e rearranjá-las de outras formas. Aborda também a questão de patentes e seus problemas.

Intervenções viárias e indenizações


A paisagem de Belo Horizonte mudou bastante nos últimos três anos. Com ela, um crescente processo de desapropriações e indenizações pagas a quem morava ou tinha estabelecimento comercial no caminho das obras públicas. De 2007 a 2009, foram cerca de 2.000 indenizações relativas a desapropriações e remoções na cidade, que consumiram R$ 221 milhões do orçamento municipal, de acordo com a Secretaria Municipal de Políticas Urbanas.

Uma delas foi a duplicação da avenida Antônio Carlos, na região Noroeste da capital, onde a Prefeitura de Belo Horizonte e o governo de Minas Gerais investiram R$ 190 milhões em desapropriações e remoções, com recursos das duas esferas públicas.

As obras na Antônio Carlos provocaram também a valorização nas áreas do entorno. O diretor secretário do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Minas Gerais (Creci/MG), Vinícius Araújo, informou que os imóveis às margens da avenida valorizaram de 30% a 40 % depois da obra de duplicação. "Era um comércio fraco, onde o metro quadrado custava R$ 1.000. Agora, passou para R$ 1.400 e a tendência é aumentar ainda mais", avaliou Araújo, há 22 anos no mercado.

Cânions

Grand Canyon - EUA. Clique sobre a imagem para melhor visualização.

Cânions são vales profundos com encostas quase verticais, que podem se estender por centenas de quilômetros e atingir até 5 mil metros de profundidade. À primeira vista, quem observa esses gigantescos entalhes na superfície do planeta poderia imaginar que eles foram criados de uma hora para outra por algum fenômeno catastrófico, como um terremoto capaz de abrir a terra e gerar um precipício. Nada disso: em geral, os cânions têm uns aprofundamentos lentos, que pode durar milhões de anos. Os autores principais dessas obras de arte não são só rios.

Dependendo da declividade do terreno, da quantidade de água e das fraturas do relevo, um curso de água tem a capacidade de entalhar as rochas do leito por onde corre, dando origem aos paredões. Entretanto, um rio não constrói um cânion sozinho. Nesse processo, também desempenham um papel importante os chamados soerguimentos, processos de choque e deslocamento de placas no interior da crosta terrestre que elevam gradualmente o relevo da região. Conforme o terreno sobe, os rios que correm na superfície começam a ganhar velocidade e a aprofundar seus leitos, aumentando a altura dos paredões. 

Para os cientistas, os cânions possibilitam entender a origem das rochas e do relevo de uma região. Numa imagem aproximada, se a gente comparar a Terra com uma cebola, um cânion é como um corte de faca que revela algumas camadas da casca do vegetal rochoso em que vivemos. Mas os cânions de hoje não são retratos exatos do passado. Além de contínua erosão fluvial, a ação do calor, do vento, do gelo e da própria gravidade terrestre, que causa desmoronamentos, modificou o aspecto dessas feições ao longo do tempo.

Fonte: Revista Superinteressante. Adaptado.

Por que os humanos são animais especiais?

Por que nossos cérebros são melhores do que os de nossos irmãos gorilas ou chipanzés? Genética privilegiada? Não. Onde está a resposta? Na sua cozinha!

O sábio e o tolo

"Quando um dedo aponta uma estrela, o sábio olha para ela e o tolo olha para o dedo!"

Ditado popular chinês.



Fonte: Portal Exame. Disponível em: http://exame.abril.com.br/revista-voce-sa/edicoes/185/noticias/o-sabio-e-o-tolo. Acesso em 02 Dez 2013. Adaptado.

Fechou uma aba do navegador e se arrependeu?

Use a combinação de teclas Ctrl + Shift + T para reabri-la. 

Você pode usar a combinação de teclas mais de uma vez para reabrir outras guias encerradas. O mesmo atalho funciona para vários navegadores.

OBS: no modo anônimo, o Chrome não reabre a aba com este atalho.


Fonte: Portal Info. Disponível em: http://info.abril.com.br/dicas/internet/browsers/13-truques-do-chrome.shtml. Acesso em 29 nov 2013. Adaptado.

Lista de prioridades Brasil


Impacto de uma mina

Mina em Nova Lima - MG. Clique sobre a imagem para melhor visualização.

Como aprender regra de acentuação cantando?

Para lembrar quais palavras oxítonas são acentuadas, basta lembrar de uma música com o ritmo parecido com "Atirei o pau no gato":

"Tooda palavra oxí-to-na,
 terminada em 
A, E, O, EM, ENS... 

...Tem acento, tem
Tem acento tem...

Como ALÁ
Como ATÉ,
Como CIPÓ
Como VINTÉNS, TAMBÉM!!!"

Uma técnica de memorização passada pela minha amiga Alessandra Archanjo, com algumas adaptações. Ótima. 

E para as Paroxítonas? Vale lembrar que a música serve para as Paroxítonas, porém ao contrário. Paroxítonas com as terminações citadas na música não são acentuadas.

Ex: Ordem (Paroxítona terminada em EM, sem acento).

OBS: A música não contempla o plural das palavras oxítonas terminadas em A, E e O. Portanto fica o aviso: Cipós tem acento, assim como Pontapés, e Alás.

Trânsito e Papai Noel


30 agachamentos por um bilhete

Campanha em Moscou, Rússia. Uma máquina liberava bilhetes gratuitos para aquelas pessoas dispostas a se exercitar. Ela fazia os exercícios e viajava de graça no metrô. Criativa a ideia. 

Vamos fazer algo parecido?

Fundamentalismo econômico

Notícia na mídia dizendo que havia filas para compra no último IPhone à meia-noite de um determinado dia no Brasil me lembrou essa charge.


Como estar sempre pronto...

... ou a importância de se treinar o básico...

[...] Nunca entendi porque meu professor de Muay Thai me pedia para desferir o mesmo golpe inúmeras vezes contra um saco de areia sem graça. Quando questionei a explicação, aquilo me tirou do tédio de bater com aquela sensação de falta de propósito:

“Numa luta, se você parar para pensar em como dá um soco ou chute primário já estará no chão. Aprender o básico é pré-requisito para que os golpes mais complexos surjam sem esforço.”

[...]



Fonte: Portal Papo de Homem. Disponível em: http://papodehomem.com.br/como-estar-sempre-pronto/. Acesso em 22 nov 2013. Adaptado.

Democracia no trânsito...

“Um ônibus com 100 pessoas que passe por um carro engarrafado é democracia.”


ENRIQUE PEÑALOSA, ex-prefeito de Bogotá - COL.


Como deixar o mundo melhor

Como diminuir a violência:

"Pegue todo o dinheiro que gastamos em armas e defesa todo ano e, ao invés disso, gaste alimentando, vestindo e educando os pobres desse mundo, o que daria para fazer várias vezes." 

BILL HICKS, comediante norte-americano.


Fonte: Portal Papo de Homem. Disponível em: http://papodehomem.com.br/batman-the-deal/. Acesso em 19 nov 2013. Adaptado.

6 regras para escrever um bom texto

1. Não use uma palavra longa se uma curta resolver.
2. Se der para tirar alguma palavra, tire.
3. Não use a voz passiva quando der pra usar a ativa.
> Ex: "A banana foi comida pelo macaco." /  "O macaco comeu a banana."
4. Nunca use figuras de linguagem que você esteja acostumado a ler por aí.
> Ex: "Vi com meus próprios olhos."
5. Não use um jargão quando você puder imaginar uma palavra do dia-a-dia.
> Ex: "O prognóstico é favorável no caso de pronta-suspensão do remédio." / "O remédio pode ser suspenso."
6. Quebre qualquer uma dessas regras antes de escrever algo que soe tosco.

Fonte: Revista Superinteressate. Disponível em: http://super.abril.com.br/blogs/crash/como-escrever-deveras-bem/. Acesso em 13 nov 2013.

Gaza x Israel

Pintura do artista inglês Banksy, no muro erguido entre Gaza (Palestina) e Israel. 

A barreira visa controlar o livre trânsito de terroristas (o que acaba segregando a população palestina). A pintura é uma reflexão crítica à existência do muro.


Kombi

O verdadeiro nome do veículo é Kombinationsfahrzeug, que quer dizer Veículo Combinado. É que ele foi produzido em cima do projeto do Fusca. A Kombi sairá de linha em 2014, devido à exigência de airbag em todos os veículos produzidos a partir de 2014.


Aprenda a chamar a polícia

Autor: Luís Fernando Veríssimo.

"Eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei que havia alguém andando sorrateiramente no quintal de casa.

Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham lá de fora, até ver uma silhueta passando pela janela do banheiro. Como minha casa era muito segura, com grades nas janelas e trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado, mas era claro que eu não ia deixar um ladrão ali, espiando tranquilamente.

Liguei baixinho para a polícia, informei a situação e o meu endereço. Perguntaram-me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior da casa. Esclareci que não, e disseram-me que não havia nenhuma viatura por perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível...

Crise de crédito EUA

Em 2008, o mercado imobiliário dos EUA criou uma crise a partir de uma bolha, que arrastou o mundo para buracos, alguns mais fundos que outros.

Explica-se: com a diminuição da taxa de juros da economia norte-americana para 1% (decisão do governo), quem tinha muito dinheiro (banqueiros) parou de investir em títulos do governo (era como se fosse um empréstimo ao governo, que passaria a ser remunerado a meros 1% ao ano).

O sistema financeiro começou a procurar outras formas de ganhar mais dinheiro, e mais rapidamente. Decidiram pegar dinheiro emprestado com o governo (agora eles também pagariam 1% de juros ao ano ao governo) e investir o dinheiro em imóveis. Através de intermediários (corretores de imóveis e fundos imobiliários), os bancos privados encontravam clientes que queriam comprar casas através de empréstimos com pagamentos de juros...

IDH e PIB

Sobre as relações entre o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e o PIB (Produto Interno Bruto) no Brasil, é CORRETO afirmar que

a - são diretamente proporcionais e compatíveis entre si, porque crescem em igual magnitude.
b - há uma discrepância fundamental, pois o PIB está entre os oito maiores e o IDB apenas na cadas dos 80 maiores.
c - não têm relação entre si e tampouco com as políticas públicas em vigor no Brasil.
d - são inversamente proporcionais ao crescimento da população que, no Brasil é constante.

Resposta correta: para visualização, selecione o espaço entre parênteses abaixo.
( Letra B )

Fonte: Concursos público SEDESE-MG. Nível Superior. 2013.

Questão blocos econômicos

A formação de grandes blocos econômicos macrorregionais é hoje uma realidade intrínseca ao estágio de desenvolvimento do capitalismo. Sua natureza principal consiste em uma redefinição de políticas e tarifas aduaneiras, que passam a ser válidas diferenciadamente para os integrantes de cada bloco.

Sobre os principais efeitos dessa política, é CORRETO afirmar que ela

a - tem resultado num barateamento generalizado de itens de alta tecnologia de ponta.
b - faz com que também o trânsito de trabalhadores seja estimulado entre diferentes blocos.
c - tem sido uma das principais matrizes de conflitos diplomáticos e armados entre países.
d - favorece a circulação de mercadorias e, por consequência, relativiza a noção de fronteira.

Resposta correta: selecione o espaço entre parênteses abaixo.
( Letra D )

Fonte: Concurso público SEDESE-MG. Nível Superior. 2013.

Questão de energia eólica


Empresa vai fornecer 230 turbinas para o segundo complexo de energia a base de ventos, no sudeste da Bahia. O Complexo Eólico Alto Sertão, em 2014, terá capacidade para gerar 375 MW (megawatts), total suficiente para abastecer uma cidade de 3 milhões de habitantes. 


MATOS, C. GE busca bons ventos e fecha contrato de  R$ 820 mi na Bahia. Folha de S.Paulo, 2 dez. 2012



A opção tecnológica retratada na notícia proporciona a seguinte consequência para o sistema energético brasileiro:
a) Redução da utilização elétrica.
b) Ampliação do uso bioenergético.
c) Expansão das fontes renováveis.
d) Contenção da demanda urbano-industrial.
e) Intensificação da dependência geotérmica.

Resposta correta: selecione o espaço entre parênteses abaixo.
( Letra C )

Fonte: Enem 2013, 1º dia, questão 11, prova amarela.

Crianças preferem comprar a brincar

Documentário "Crianças: a alma do negócio".
-O papel da mídia na cabeça das crianças. 
-O consumo exagerado de alimentos industrializados por elas. 
-O consumismo sendo colocado nas cabeças das crianças. 
-O papel dos brinquedos: "Uma criança de antigamente brincava de boneca fazendo o papel de mãe do brinquedo. Hoje as bonecas são uma espécie de espelho, as crianças querem ser como a Barbie: bonitas, descoladas, maquiadas."

Pãozinho a R$0,50

Saudades do tempo que um pãozinho custava R$ 0,10. Pelo preço atual, se você comer dois pães por dia, um de manhã, outro à tarde, vai gastar R$ 30,00 por mês. Em uma família com 4 pessoas, com a mesma média, chega-se a R$ 120,00 por mês! 

E quem ganha salário mínimo?


Parafusos

Dois parafusos. Será que adicioná-los a um suporte para prender uma canaleta que segura os vidros das portas dos automóveis encarecem tanto assim o custo de produção?

A Fiat, em seu modelo Mille Way, sucesso de vendas por sinal, resolveu que sim! No lugar dos parafusos adicionou peças plásticas para substituir os bons e velhos parafusos e roscas de metal. O resultado é que após alguns anos de uso, as peças plásticas ressecam, não aguentam o peso dos vidros, e se rompem. Os vidros das portas caem e não sobem mais, mesmo o motor do vidro elétrico funcionando normalmente. Com a queda do vidro dentro da porta, o risco de quebra do mesmo é alta.

Economia de 2 parafusos? Sim, em uma primeira análise superficial. Mas pensando melhor, pode-se chegar à seguinte conclusão: se um dono de um veículo com esse problema for a uma concessionária autorizada buscando a solução, ele pode descobrir que vai precisar trocar todo o conjunto de vidros elétricos. Ou será que as autorizadas apenas colocariam os parafusos e roscas no lugar, para que os donos fossem felizes para casa pagando micharia pelo serviço e com o plus de uma resolução praticamente definitiva para o problema?

Uma forma de diminuir a vida útil de um produto, para que o cliente “precise” de outro novo - completo. Se pudessem, construiriam carros e peças de papel, para quebrar rápido, e lucrarem mais. 

Viva a obsolescência programada, que as montadoras negam que praticam, óbvio.

Clique na imagem para melhor visualização.

Fukushima

A bomba relógio: desligar uma usina nuclear com problemas. É por esse e outros motivos que deve ser repensada a disseminação da utilização deste tipo de energia. Não existe traje que proteja de maneira eficiente os trabalhadores que tentam resolver o problema da usina japonesa.


Indústria dos cosméticos

O perigo do uso indiscriminado dos cosméticos. Falta regulação no mercado dos EUA, imagina no mercado brasileiro?

Telejornal da CNN localiza Hong Kong no Brasil

Isso para notarem que a Geografia estudada nos EUA é de péssima qualidade.

Clique sobre a imagem para melhor visualização.

Educação no governo PSDB


Perguntas ao Governador¹ de MG...

Eleitor: "Governador, tudo bem um professor estadual ganhar menos que um motorista² de ônibus em Belo Horizonte?"

Governador: "Em Minas, estamos avançando! Temos a melhor educação do país, medido pelo IDEB!"

Eleitor: “Um motorista de ônibus não precisa de curso superior, talvez nem nível médio de escolaridade. Um professor, por outro lado, precisa. Tudo bem assim mesmo?"

Governador: ...............................................

*Nota 1: O referido Governador é professor licenciado na UFMG.
*Nota 2: Nada contra um motorista de ônibus, é uma profissão digna.

Sobre fases difíceis...

"Momentos difíceis não duram, pessoas resilientes sim."

FLOYD MAYWEATHER JR. Boxeador estadunidense. 


Fonte: Blog Estrategistas. Disponível em: http://estrategistas.com/momentos-dificeis-citacao/. Acesso em: 25 Set 2013.

Mobilidade pelo transporte público

-A tendência de se cobrar mais impostos sobre a gasolina dos carros para custear/baixar os custos do transportes coletivos.
-A tendência de priorização do transporte coletivo com a instalação/ampliação das faixas exclusivas.

Grandes navegações


Buscando sentido para a vida...

"Inventar seu próprio sentido para a vida não é fácil...
...mas ainda é permitido...
...e eu acho que você será mais feliz com esse problema."

BILL WATTERSON. Cartunista norte-americano, criador de Calvin e Haroldo.


Proposta de Bilhete Único para BH

As cidades de São Paulo e Rio de Janeiro já têm suas políticas de Bilhetes Únicos. Belo Horizonte ainda não tem esse tipo de benefício.


Uma ideia que faz do transporte público um meio de transporte mais atrativo. Penso que, para começar a instituir essa política, Belo Horizonte poderia implantá-la, de início, mais simplificadamente, nas seguintes condições:

-Dias de funcionamento: Dias úteis.
-Horários de funcionamento: 05:00h-09:00h / 16:00h-20:00h.

Ao instituir o Bilhete Único por faixas horárias, o cartão BHBUS ou ÓTIMO do cidadão poderia funcionar em qualquer ônibus da região metropolitana (unificando também as bilhetagens eletrônicas) e no metrô. Pagaria-se, apenas, pela primeira passagem. O usuário ficaria habilitado a utilizar o transporte público quantas vezes quiser nas horas de rush, utilizado os mesmos cartões de bilhetagens já existentes.

Esse modelo poderia ser menos oneroso para o município, quando comparado a implantação de um bilhete único mensal, em que o cidadão poderia utilizar quantos ônibus quisesse todos os dias do mês. O fato é que o trânsito é ruim especialmente de Segunda a Sexta, nos horários em que as pessoas saem para trabalhar e nos horários em que elas voltam para casa.

Incentivaria-se o uso do transporte público especialmente quando mais a cidade necessita. Sem custo de confecção de novos cartões. Somente programando os leitores de cartões no transporte público.

Alan Martins.
Geógrafo. UFMG.

As 10 mais lidas